quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Licença para voltar: Daniel Craig vai mesmo interpretar o próximo James Bond


O seu regresso foi noticiado nas últimas semanas e a confirmação foi dada esta terça-feira pelo próprio actor.
O filme estreia em Novembro de 2019 REUTERS/FABRIZIO BENSCH

Foram muitos os nomes apontados, mas o próximo 007, o 25º título da saga James Bond, vai ser mesmo interpretado por Daniel Craig. O agente secreto mais famoso do mundo vai voltar em 2019 e, depois de muito se especular, o regresso do actor britânico que protagonizou os quatro últimos filmes da saga é finalmente confirmado.
A notícia tinha sido já avançada pelo New York Times em Julho, mas carecia de uma confirmação pública. O anúncio foi feito pelo próprio actor esta terça-feira, durante uma entrevista no Late Show with Stephen Colbert, um programa da CBS. Daniel Craig, que começou a representar a personagem de James Bond em 2006, como sucessor de Pierce Brosnan, afirmou que “não podia estar mais feliz”.


O actor confessou que durante todo o dia tinha sido questionado sobre o seu eventual regresso à saga Bond, mas quis guardar a verdade para Colbert. O apresentador pediu-lhe “boas notícias” e perguntou-lhe directamente se iria regressar à saga. Craig confirmou a novidade com um sólido “sim”.

Na última cena de Spectre, realizado por Sam Mendes e que conquistou as salas de espectáculo no fim-de-semana de estreia, Craig é visto a afastar-se atrás do volante do Aston Martin DB5. A cena foi interpretada como uma despedida - do agente e do actor - e desde então que se discutiam os nomes dos seus possíveis sucessores. Craig já não era visto como uma hipótese.

“Sempre o quis, mas precisava de uma pausa”, argumentou o actor, de 49 anos, que em 2015 disse em entrevista à Time Out London que preferia “cortar os pulsos” a voltar a interpretar o agente britânico. Mais, acrescentou até que se voltasse ao papel de James Bond seria “apenas pelo dinheiro”.

Esta terça-feira o actor justificou as afirmações, sublinhando que foram feitas dois dias depois das gravações do Spectre, assumindo-se exausto. “Em vez de dizer alguma coisa com estilo e classe, dei uma resposta muito estúpida.”

Esta será a quinta vez que Craig vestirá a pele de James Bond. O actor acrescentou que será – definitivamente – a última vez que interpretará o famoso agente e que quer "terminar em grande". O actor deu corpo ao agente em 007: Casino Royale, 007: Quantum of Solace (2008), 007: Skyfall e o mais recente, 007: Spectre.

O novo filme vai estrear nos ecrãs norte-americanos a 8 de Novembro de 2019.

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Uma Viagem pelo Cinema Francês com Bertrand Tavernier




Título original:Voyage à Travers le Cinéma Français
Género:Documentário
Classificação:M/12
Outros dados:FRA, 2016, Cores, 190 min.

Ao longo de mais de três horas, Bertrand Tavernier, cinéfilo inveterado, ex-crítico e realizador, faz uma viagem pelo cinema francês, detendo-se em algumas “escalas” importantes (Jean Renoir, Jacques Becker, Jean Gabin) e em outros pontos mais obscuros ou menos prestigiosos (os filmes com a personagem de Eddie Constantine, certos filmes policiais). "Voyage à Travers le Cinéma Français" termina com uma evocação do primeiro filme projetado em público, que foi um filme francês, "A Saída da Fábrica de Lumiere". “Gostaria que este filme fosse um ato de gratidão para com todos os realizadores, escritores, atores e músicos que surgiram bruscamente na minha vida” (Bertrand Tavernier)


Voyage à Travers Le Cinéma Français

2:22 - Hora Fatídica




Título original:2:22
Género:Thriller
Classificação:M/12
Outros dados:Austrália/EUA, 2017, Cores, 98 min.

Habituado a detectar padrões, o controlador aéreo nova-iorquino Dylan Branson começa a perceber que todos os dias uma sequência de eventos leva-o até à Grand Central Station e acaba precisamente quando passam 22 minutos das duas da tarde. Vê as mesmas pessoas, ouve os mesmos sons, acontecem as mesmas coisas. Tudo começa quando um dia, a essa hora, tem uma branca e fica paralisado por uns segundos, de uma forma que quase o leva a provocar um acidente no trabalho. Depois de ser suspenso e encontrar uma nova namorada, pensa que tudo na sua vida está ligado e decide tentar resolver esse mistério.

Com Michiel Huisman, das séries "Treme" e "A Guerra dos Tronos", no papel principal, é o segundo filme realizado pelo australiano Paul Currie, que em 2016 produziu "O Herói de Hacksaw Ridge".


2:22 Trailer


A Experiência




Título original:The Experiment
De:Paul Scheuring
Género:Drama, Thriller
Classificação:M/18
Outros dados:EUA, 2010, Cores, 96 min.

"Remake" do filme homónimo alemão de 2001, este "thriller" assinado em 2010 por Paul Scheuring – o criador da série de televisão "Prison Break" – gira à volta de um estudo psicológico em que um grupo de 26 homens é posto num edifício onde foi montada uma prisão. À semelhança da famosa experiência da prisão de Stanford, de 1971, são divididos entre seis guardas e 20 prisioneiros, e obrigados a passar duas semanas nesta simulação a troco de 14 mil dólares. Durante esse tempo, tudo acabará se algum tipo de violência ocorrer. Com Adrien Brody e Forest Whitaker nos papéis principais, o filme inclui também Cam Gigandet, Clifton Collins Jr., Fisher Stevens e Maggie Grace no elenco.


The Experiment

London Town




Título original:London Town
Género:Drama, Musical
Classificação:M/14
Outros dados:EUA/ALE/GB, 2016, Cores, 92 min.

Londres, 1978. Shay (Daniel Huttlestone) é um adolescente dos subúrbios que conhece Vivienne (Nell Williams), uma rapariga punk, num comboio. Ela mostra-lhe a música dos lendários The Clash, e ele apaixona-se. Por ela e pela música. Enquanto tem de substituir ou ajudar o pai no trabalho – a mãe (Natascha McElhone) abandonou a família –, vai-se cruzando pela cidade com Joe Strummer, o vocalista daquela banda, aqui interpretado por Jonathan Rhys-Meyers, que lhe vai dando conselhos.

Com música da própria banda, nas versões originais ou regravada com Meyers a cantar, um filme do norte-americano Derrick Borte, que se estreou em 2009 com "Uma Família com Etiqueta" e agora remove alguma da dureza da Londres punk dos anos 1970 para esta história sobre a adolescência.


London Town Official Trailer

A Fabulosa Gilly Hopkins




Título original:The Great Gilly Hopkins
Género:Comédia Dramática
Classificação:M/12
Outros dados:EUA, 2015, Cores, 99 min.

Depois de anos a saltitar de casa adoptiva em casa adoptiva, Gilly Hopkins, de 12 anos, perdeu a paciência e é desagradável para todos os que a rodeiam, vivendo na esperança de que a sua mãe biológica volte para a vir buscar. Um dia, vai para casa de uma nova mulher e planeia fugir, mas descobre que é mais benéfico para ela ficar por lá. Ao mesmo tempo, aparece a sua avó, que quer ficar com ela.

Baseado no livro para crianças homónimo lançado por Katherine Paterson em 1978, este filme de Stephen Herek ("A Fantástica Aventura de Bill e Ted", "101 Dálmatas") conta com a jovem canadiana Sophie Nélisse à frente de um elenco que inclui nomes como Kathy Bates, Glenn Close, Octavia Spencer, Julia Stiles ou Bill Cobbs.


The Great Gilly Hopkins Official Trailer

Baby Driver - Alta Velocidade




Título original:Baby Driver
Género:Acção, Crime, Musical
Classificação:M/16
Outros dados:GB/EUA, 2017, Cores, 112 min.

Baby (Ansel Elgort) é um dotado condutor de Atlanta que guia carros para criminosos que fogem de assaltos. Quando era pequeno, os pais morreram num acidente de carro em que ele estava, o que o deixou com um zumbido constante nos ouvidos. Para compensar isso, ouve música num iPod.

Eis a premissa deste filme escrito e realizado pelo britânico Edgar Wright, a que o próprio se refere como um musical, com uma banda sonora cuidadosamente seleccionada pelo realizador e a acção milimetricamente coreografada ao som dela. O elenco inclui também Lily James, Kevin Spacey, Jamie Foxx, Jon Hamm, Jon Bernthal e Eiza González.

É a primeira incursão de Wright por caminhos fora da comédia, sendo directamente inspirado por "O Profissional" ("The Driver"), que Walter Hill assinou em 1978, e outros filmes de perseguições de carros maioritariamente dos anos 1970 e 1980.

"Baby Driver - Alta Velocidade" sucede na filmografia de Wright a "The World's End", de 2013 (que não chegou às nossas salas de cinema), o último capítulo da chamada "Trilogia do Cornetto", iniciada em 2004 com "Zombies Party - Uma Noite... de Morte" ("Shaun of the Dead") e continuada em 2007 com "Hot Fuzz - Esquadrão de Província".


Baby Driver Trailer (2017)