Ava Gardner


A vida de Ava Gardner, dos murros de Howard Hughes às ameaças de suicídio de Sinatra

Lançada biografia não autorizada escrita a partir de conversas com a actriz no final dos anos 80.

Esta não era exactamente a autobiografia que Ava Gardner queria publicar.

Mas, a avaliar pelas críticas publicadas em vários jornais, Ava Gardner: the secret conversations, que acaba de ser lançada nos Estados Unidos pela editora Simon & Schuster, é muito mais interessante do que a biografia oficial da actriz, Ava: My Story, autorizada pela própria e publicada em 1990 pela Bantam, nove meses depois da sua morte.

O livro agora lançado é o resultado de várias conversas mantidas, em Londres, entre Ava e o jornalista britânico Peter Evans, a que ela tinha inicialmente proposto que escrevesse a sua biografia. O trabalho começou, os dois encontraram-se diversas vezes – ela chegou mesmo a fazer-lhe telefonemas madrugada dentro, partilhando as suas angústias – mas cancelou o projecto quando descobriu que tinha havido problemas entre Evans e Frank Sinatra, com quem Ava tivera um turbulento casamento. Ainda dependente do apoio de Sinatra, a actriz, que por essa altura já sofrera dois AVC que lhe tinham paralisado parte do rosto, não queria problemas com o ex-marido.

A decisão de fazer uma biografia – o nome de Evans tinha-lhe sido sugerido pelo amigo Dirk Bogarde – partira de uma questão muito prática: Ava precisava de dinheiro. Pragmática, explicou a Evans: “Ou escrevo o livro ou vendo as jóias. E sou um bocado sentimental em relação às minhas jóias”. Havia alguma urgência. “Em breve, querido”, disse, “deixará de haver milho no Egipto”.

Ava morreu, a inócua biografia que deixou pronta foi publicada, e passaram-se vinte anos até Evans decidir pegar nas gravações das conversas e preparar um livro. O jornalista morreu no ano passado, deixando Ava Gardner: the secret conversations praticamente pronto. Antecipando o lançamento, a revista Vanity Fair publicou na sua edição de Julho um excerto. E o que contou, afinal, Ava Garner a Peter Evans nesse ano de 1988 quando tinha já 65 anos e a sua lendária beleza era cada vez mais uma memória? (foi ela quem disse um dia que Elizabeth Taylor “não era linda, era bonita”, enquanto ela, sim, era “linda”).

Não há grandes revelações no livro, mas há relatos da sua vida em Hollywood e, sobretudo, das várias relações amorosas. O seu casamento, em 1942, com o actor Mickey Rooney acabou por causa das infidelidades dele, mas Ava, que na altura tinha apenas 19 anos e acabava de chegar a Hollywood, fala de “Mick” com carinho.

Ao contrário, por exemplo, da relação com o milionário Howard Hughes, que incluiu cenas em que ele a esmurrou e ela lhe atirou com um cinzeiro à cabeça. A actriz de A Condessa Descalça (Joseph L. Mankiewicz), Mogambo(John Ford) ou A Noite da Iguana (John Huston) recorda que “havia sangue por todo o lado, até sangue verdadeiro nos Bloody Marys”. Igualmente violenta foi a relação com o actor George C. Scott, que se embebedava e lhe batia, e na manhã seguinte não se recordava de nada do que se passara. Com o músico de jazz Artie Shaw (segundo casamento, entre 1945 e 46) as coisas não correram melhor – Ava conta que perdeu totalmente a autoconfiança e que começou a beber a sério, e acusa-o de pertencer à “esquerda caviar” e de detestar que ela fosse actriz.

Mas a relação mais forte da sua vida foi com Sinatra, com quem casou em 1951, e de quem confessava sentir saudades. Sinatra não estava num período particularmente positivo quando os dois se juntaram e Ava conta que ia ver os espectáculos dele perante salas meio vazias em Itália. “Eu tinha que estar apaixonada para ir assistir àqueles espectáculos”. Se ela era a estrela em ascensão, ele estava a ir na direcção oposta. “Independentemente do que eu fizesse, o facto de ele depender de uma mulher para lhe pagar algumas contas – a maior parte delas, na verdade – tornava tudo muito pior”. Quanto à suposta ajuda da Máfia, Ava nega que ela existisse. “A chamada Família não estava em lado nenhum quando ele precisou deles”.

Sinatra era ciumento e nunca perdoou a aventura “de uma noite” de Ava com o toureiro espanhol Mario Cabré. Ela confessa: “Ele era bonito e eu tinha bebido demais. Foi um erro terrível. E contar a Sinatra também não foi boa ideia. Veio a correr para Espanha e queria matar o pobre desgraçado”. Disse-lhe que se ela lhe contasse tudo, ele lhe perdoaria. Ela contou, e ele não perdoou.

Mas Sinatra era – sempre – um dramático, segundo Ava. Uma das técnicas que utilizava frequentemente era ameaçar suicidar-se. Um dia, Ava ouviu um tiro dentro do quarto. Quando entrou ele estava sentado na cama, com a pistola na mão, “sorrindo como uma criança”. Tinha disparado contra a almofada.


Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner, 1950s

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner in costume for Albert Lewins Pandora and the Flying Dutchman by Man Ray, 1950.


Nascimento24 de dezembro de 1922

Smithfield, Carolina do Norte

Estados Unidos


Morte25 de janeiro de 1990 (67 anos)

Londres, Inglaterra

Reino Unido


Ocupação actriz


CônjugeMickey Rooney (1942-1943)


Artie Shaw (1945-1946)


Frank Sinatra (1951-1957)

Nascida no condado de Johnston, foi a sétima criança do casal Mary (Molly) Elizabeth Gardner e Jonas Gardner. Ava os 6 irmãos irmãos; Raymond (que morreu, aos dois anos de idade, de uma forma trágica, quando a mãe, Molly, atirou ao fogo, por engano, um detonador de dinamite que explodiu em seguida), Melvin, Beatrice, Elsie Mae, Inez, e Myra.

O cunhado Larry Tarr era fotógrafo em Nova Iorque e encheu as vitrines com fotos de Ava Gardner, então com 16 anos de idade. Uma dessas fotos foi vista por um funcionário da Metro Goldwyn Mayer, Barney Duhan que aconselhou Larry Tarr a encaminhar fotos da cunhada para o estúdio. O director George Sidney gostou do que viu e convidou-a para Hollywood, onde desembarcou a 23 de agostode 1941. Conseguiu um teste e um pequeno contrato com a produtora a 50 dólares por semana. Foi também modelo da agência nova-iorquina de John Powers. Estudou com professores de dicção a fim de perder o forte sotaque sulista e estreou numa pequena aparição num filme de Norma Shearer, "We Were Dancing" de 1942 e a partir daí fez uma série de pontas em filmes em que o seu nome nem sequer aparecia nos letreiros.

Em 1941, Mickey Rooney era o pequeno rei dos estúdios da Metro: fazia um musical chamado "Babes On Broadway", no qual imitava Carmen Miranda, de baiana e maquiagem exagerada. Ava Gardner foi-lhe apresentada nesse dia. Casaram-se em 10 de janeiro de 1942, divorciando-se um ano depois, após uma série de brigas, em 21 de maio de 1943 (no mesmo dia em que a mãe de Ava faleceu).

O segundo casamento deu-se em 17 de outubro de 1945, com o músico, compositor e regente Artie Shaw, homem extremamente culto e inteligente, que tentou fazer dela uma erudita, "inundando" a sua vida com obras literárias clássicas e famosas. Esse casamento também durou apenas um ano e sete dias.

O último casamento foi com o célebre cantor Frank Sinatra, em 7 de novembro de 1951 e durou dois anos, embora a separação oficial só ocorresse em 1957. Ava nunca teve filhos e nem se casou mais, embora tenha mantido um romance com o toureiro Luis Dominguin por alguns anos.

Também teve um caso amoroso nos anos 1940 com o aviador bilionário Howard Hughes que durou até os anos 1950.

Para o cineasta Cecil B. DeMille, Ava era "a mulher mais linda do mundo". Nos estúdios ela era definida como possuidora de um olhar de gata, por isso o poeta Jean Cocteau a definiu como o "mais belo animal do mundo".





Ava Gardner and Frank Sinatra's






Ava Gardner circa 1945


Ava Gardner in Pandora (1951)






Ava Gardner C. 1952, **I.V.

Ava Gardner, 1944.


One Touch of Venus, 1948

Ava Gardner in One Touch of Venus (1948)

Ava Gardner in One Touch of Venus (1948)

Ava Gardner 

Ava Gardner 

Ava Gardner 

Ava Gardner 

Ava Gardner

Ava Gardner  

Ava Gardner 

Ava Gardner & Lana Turner. c.1940's

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner


941 Fancy Answers (sem créditos) Girl at Recital Basil Wrangell Byron Foulger
1941 Shadow of the Thin Man (sem créditos) Passerby W.S. Van Dyke William Powell, Myrna Loy, Barry Nelson
1941 H.M. Pulham, Esq. (sem créditos) Young Socialite King Vidor Hedy Lamarr, Robert Young, Ruth Hussey
1941 Babes on Broadway (sem créditos) Extra in Final Scene - Smiling at Tommy Busby Berkeley Mickey Rooney, Judy Garland, Fay Bainter

1942 We Do It Because- (sem créditos) Lucretia Borgia Basil Wrangell Mark Daniels, Tom Herbert
1942 Joe Smith, American (sem créditos) Miss Maynard, Secretary Richard Thorpe Robert Young, Marsha Hunt, Harvey Stephens
1942 This Time for Keeps (sem créditos) Girl in car lighting cigarette Charles Reisner Ann Rutherford, Robert Sterling, Guy Kibbee
1942 Kid Glove Killer (sem créditos) Car Hop Fred Zinnemann Van Heflin Marsha Hunt, Lee Bowman
1942 Sunday Punch (sem créditos) Ringsider David Miller William Lundigan, Jean Rogers Dan Dailey
1942 Calling Dr. Gillespie (sem créditos) Graduating student at Miss Hope's Harold S. Bucquet Lionel Barrymore, Philip Dorn, Donna Reed
1942 Mighty Lak a Goat Girl at the Bijou box office Herbert Glazer Robert Blake, John Dilson, George B. French
1942 Reunion in France(sem créditos) Marie, a salesgirl Jules Dassin

1943 Du Barry Was a Lady(sem créditos) Perfume Girl Roy Del Ruth
1943 Hitler's Madman (sem créditos) Franciska Pritric a Student Douglas Sirk
1943 Ghosts on the Loose Betty Williams Gibson William Beaudine
1943 Young Ideas (sem créditos) Co-ed Jules Dassin
1943 Swing Fever (sem créditos) Receptionist Tim Whelan
1943 Lost Angel (sem créditos) Hat Check Girl Roy Rowland 

1944 Two Girls and a Sailor(sem créditos) Dream Girl Richard Thorpe
1944 Three Men in White Jean Brown Willis Goldbeck
1944 Maisie Goes to Reno Gloria Fullerton Harry Beaumont
1944 Blonde Fever (sem créditos) Bit Role Richard Whorf 

1945 She Went to the Races Hilda Spotts Willis Goldbeck 

1947 Singapore Linda Grahame/Ann Van Leyden John Brahm Fred MacMurray, Roland Culver
1947 The Hucksters Jean Ogilvie Jack Conway Clark Gable, Deborah Kerr, Sydney Greenstreet, Adolphe Menjou

1951 Pandora and the Flying Dutchman Pandora Reynolds Albert Lewin James Mason, Nigel Patrick
1951 My Forbidden Past Barbara Beaurevel Robert Stevenson Robert Mitchum, Melvyn Douglas
1951 Show Boat Julie LaVerne George Sidney Kathryn Grayson, Howard Keel, Joe E. Brown

1952 Lone Star Martha Ronda Vincent Sherman Clark Gable, Broderick Crawford
1952 The Snows of Kilimanjaro Cynthia Green Henry King Gregory Peck, Susan Hayward

1956 Bhowani Junction Victoria Jones George Cukor Stewart Granger, Bill Travers

1957 The Little Hut Lady Susan Ashlow Mark Robson Stewart Granger, David Niven, Walter Chiari
1957 The Sun Also Rises Lady Brett Ashley Henry King Tyrone Power, Mel Ferrer, Errol Flynn

1958 The Naked Maja Maria Cayetana, Duchess of Alba Henry Koster Anthony Franciosa, Amedeo Nazzari, Gino Cervi

1972 The Life and Times of Judge Roy Bean Lily Langtry John Huston Paul Newman, Roy Jenson, Gary Combs

1975 Permission to Kill Katina Petersen Cyril Frankel Dirk Bogarde, Bekim Fehmiu

1977 The Sentinel Miss Logan Michael Winner Chris Sarandon, Cristina Raines, Matin Balsam

1979 City on Fire Maggie Grayson Alvin Rakoff Henry Fonda, Susan Clark

1980 The Kidnapping of the President Beth Richards George Mendeluk William Shatner, Hal Holbrook

1981 Priest of Love Mabel Dodge Luhan Christopher Miles Ian McKellan, Janet Suzman, John Gielgud

1982 Regina Roma Mama Jean-Yves Prate Anthony Quinn, Ray Sharkey, Anna Karina

1985 A.D. (minisseries) Agrippina Stuart Cooper Anthony Andrews, Colleen Dewhurst
1985 Knots Landing (seriado) Ruth Galveston (5 episódios) David Jacobs Michele Lee, Ted Shackelford
1985 The Long Hot Summer(TV) Minnie Littlejohn Stuart Cooper Don Johnson, Jason Robards, Judith Ivey, Cybill Shepherd

Ava Gardner by Milton H. Greene, 1954

Ava Gardner hits the beach some time in the 1940s

Ava Gardner. No wonder she broke Frank Sinatra's heart!

Ava Gardner, Clark Gable and Grace Kelly in ‘Mogambo’, 1953.

Grace Kelly and Ava Gardner. Mogambo, 1953.

Ava Gardner.

Ava Gardner in ‘The Killers’, 1946.

Ava Gardner and Cyd Charisse, 1940s swimsuits are just the best!

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Kathryn Grayson & Ava Gardner

Ava Gardner and Clark Gable photographed by noted celebrity photographer Nat Dillinger at MGM’s 25th anniversary banquet lunch 1949.

Ava Gardner with Joan Fontaine

Ava Gardner & Mickey Rooney

Robert Mitchum and Eva Gardner..

Frank Sinatra Meets Ava Gardner

Ava Gardner

Young Ava Gardner.

Ava Gardner

Ava Gardner

gatabella: “Ava Gardner, c.1953 ”

Ava Gardner

Ava Gardner's memoirs of a man-eater

[MARRIED] First love: Ava Gardner with Mickey Rooney on their wedding day in 1942. Mickey and wife Ava smooch for the cameras.

Frank Sinatra and Ava Gardner out on the town. 

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

A very young Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner (Photographer: George Hoyningen-Huene.1956)

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

Ava Gardner

MJ and world famous actress Ava Gardner

ava gardner - it was always said she could drink and party all night and still look beautiful for her close-up in the morning.

Ava Gardner
Ava Gardner

Reminder of mortality: Ava Gardner pictured before the devastating stroke she suffered in 1986



Ava Gardner (1922–1990) / Photo: Wayne Miller (1959)

Ava Gardner

Ava Gardner


Últimos anos, morte e funeral


Por conta de uma vida com uso abusivo de Bebida alcoólica e Cigarros, Ava adquiriu Enfisema descoberto já em estado terminal. Aos 67 anos ela adquiriu uma Pneumonia e faleceu em casa, em Londres. Gardner foi sepultada no Sunset Memorial Park, Smithfield, Carolina do Norte, ao lado de seus irmãos e seus amados pais, Jonas (1878-1938) e Mollie Gardner (1883-1943).O centro de Smithfield tem o Ava Gardner Museum.


Ava Gardner statue in Tossa de Mar, Spain
Imagens e textos (tradução automática), colhidos da internet

Sem comentários:

Enviar um comentário